pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

28.09.20
|
“A maior vantagem do Programa Aliança é ter uma equipe de análise dedicada a assuntos de melhoria de processos e eficiência energética”
Fonte: Procel Info - 28.09.2020

Tiago Reis, para o Procel Info
Minas Gerais - A ArcelorMittal Tubarão, localizada na região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo, foi uma das 12 plantas industriais que integraram o segundo ciclo do Programa Aliança. Um dos maiores produtores de aço do mundo, o Grupo ArcelorMittal é líder de mercado no Brasil em produção de aços longos. A unidade de Tubarão possui uma área total de 13,5 milhões de metros quadrados, sendo que a usina ocupa sete milhões de metros quadrados. O local possui produção integrada de aços planos, com capacidade de produção anual de 7,5 milhões de toneladas de aço em placas e bobinas a quente.

O Programa Aliança realizou 15 intervenções na planta industrial da ArcelorMittal, em Tubarão. Em conversa com o Procel Info, o especialista de Energia e Utilidades da ArcelorMittal, Gustavo Ludgero, avaliou os trabalhos realizados na unidade e os resultados obtidos juntamente com a equipe técnica do Programa Aliança.

Confira abaixo os principais pontos da entrevista.

AVALIAÇÃO GERAL

A princípio, a grande maioria dos trabalhos realizados conjuntamente com o Programa Aliança já eram problemas sobre os quais nós já tínhamos conhecimento. A gente tinha uma noção do que estava acontecendo, mas não tínhamos mão de obra para intervir diretamente naquele ponto, que geralmente são pontos de melhorias, que demandam um pouco de análise e tempo de dedicação. Geralmente, a indústria, de forma geral, deixa a mão de obra mais focada em problemas de cunho mais prático, não tão voltados para melhorias. Aqui, fazíamos algumas melhorias, mas elas não eram prioridade. Com a chegada do Programa Aliança, ele alinhou essa necessidade nossa. Veio uma equipe muito boa de análise e deu um suporte muito grande para os nossos colaboradores. Nesse ponto de vista, saíram grandes trabalhos aqui, coisas que a gente tinha noção do que tinha de fazer, mas não conseguia explicar. A equipe do Programa Aliança conseguiu explicar e mostrar através das modelagens, dos estudos, e dos apanhados. Então, eles conseguiram dar um suporte muito grande nessa parte de análise dos projetos.

PARCERIA INDÚSTRIA/UNIVERSIDADE

Quando veio a equipe do Programa Aliança, que, podemos dizer, era inicialmente muito teórica, nós tínhamos uma expectativa que seria apresentada uma visão muito acadêmica do processo. Porém, fomos positivamente surpreendidos, já que eles estavam vindo de outras empresas e esses profissionais já tinham enxergado a teoria na prática. Quando eles chegaram na fábrica, a integração com a nossa equipe, que conhece a área e tem a experiência prática de utilização dos equipamentos e dos processos, foi muito boa. Por que isso aconteceu? Porque eles conseguiram alinhar a visão teórica de forma que nós conseguíamos de fato interpretar os processos que deveriam ser implementados. A construção foi muito boa, já que não ficava somente na teoria e nem somente na prática. Podemos dizer que foi um casamento perfeito a união das equipes da ArcelorMittal e do Programa Aliança. A equipe da teoria tinha uma expectativa, a equipe da prática tinha outra, e, no final das contas, elas conseguiram alinhar a teoria com a prática, e verificando o que estava faltando de fato na modelagem para chegar ao efeito prático de cada intervenção. E a prática, na verdade, é a combinação de várias teorias.

BENEFÍCIOS ENERGÉTICOS E AMBIENTAIS

Nós temos um projeto aqui cujo resultado foi muito legal, que foi a questão do aumento da participação do carvão de alto enxofre na nossa matriz. Esse carvão de alto enxofre tem um custo muito inferior do que o custo do carvão de menor enxofre. Então, quando nós fizemos o estudo no sistema de absorção do sistema de coqueria, que ele tira o H2O, a gente consegue aumentar a eficiência desse processo. E com isso, a gente conseguiu na entrada aumentar a participação do carvão de alto enxofre, reduzindo a utilização do carvão mais caro. E esse foi um trabalho muito bom apresentado pelas equipes do Programa Aliança. Era um trabalho que a gente tinha uma expectativa grande. Porém, a gente não conseguia mostrar de fato como ele trabalharia, e a equipe do Programa Aliança ajudou muito bem a explicar os efeitos. Com isso, a gente conseguiu dar vários passos e a unidade vai conseguir ter ganhos relevantes nesse processo. Então, posso dizer que esse projeto foi muito mais ambiental e de eficiência de processo do que de eficiência energética. Porque foi a substituição de um carvão pelo outro. Em termos energéticos é bastante similar. Porém, a qualidade do projeto foi muito boa.

LEGADO DO PROGRAMA ALIANÇA

Quando o Aliança sai, ele deixa toda a modelagem e os estudos para a equipe. Então, tem muitas modelagens que a gente vai poder rodar aqui e conseguir trabalhar operações e processos, e alguns viraram ferramentas de trabalho. Então, nós tivemos uma interface web gerada pela equipe do Programa Aliança. Isso vai entrar na rotina do dia a dia do especialista de processo para ajudá-lo a tomar as decisões da operação, por exemplo.

MENSAGEM PARA O SETOR INDUSTRIAL

O Programa Aliança vem como um complemento de sua força de trabalho. Essa equipe consegue dedicar tempo a assuntos que geralmente nós deixamos num segundo plano. A gente quer dar atenção, porém, o pessoal acaba sendo desviado daquele foco para dar atenção para outras coisas mais prioritárias no dia a dia da empresa. E, quando vem a equipe do Programa Aliança, por ser uma equipe dedicada à análise, ela dá uma grande ajuda no trabalho de coleta de dados e análise. Eles dão uma ajuda de 70 a 80% na realização desse trabalho. Então, cabe à gente tirar um tempinho para analisar os dados apresentados pelo Aliança, fazer algumas discussões, para a gente ter o trabalho de análise concluído. E depois, tendo esse trabalho concluído, nós temos uma assertividade para fazer a implementação, porque aí sim a gente enxerga como prioritário. Uma coisa é parar a operação para fazer um estudo no meio de outros vários problemas para tentar descobrir possibilidades de melhoria. Mas quando o Programa Aliança chega, ele te dá um suporte fantástico nessa visão. Ele complementa a nossa equipe, já que ela é uma equipe que não está dentro da usina, ela não vai ser desviada para trabalhar com outra coisa. Apareceu um problema, ela não vai ser desviada para trabalhar com outra coisa. Então, a maior vantagem do Programa Aliança é ter uma equipe de análise dedicada a assuntos de melhoria e eficiência energética e processos. Esse é o melhor ponto do Programa Aliança.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas