pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: ESPECIAL
25.05.22
|
Missão cumprida
Primeiro ciclo do Programa Lab Procel foi concluído com a disponibilização para o mercado de 14 soluções inovadoras em eficiência energética. Novo ciclo prevê mais R$ 12 milhões para sequência das ações
Maíra Shakti
Débora Anibolete e Tiago Reis, para o Procel Info
Rio de Janeiro – Uma noite de celebração. Assim foi o Demoday Lab Procel, evento de conclusão do primeiro ciclo do Programa Lab Procel, iniciativa idealizada pela Eletrobras, por meio do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), que fomentou o desenvolvimento de projetos de inovação tecnológica junto a startups, micro e pequenas empresas de base tecnológica, e pessoas físicas com propostas inovadoras para a implementação de ações de eficiência energética. Em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – regional Rio de Janeiro (Senai-RJ), com apoio do Senai Paraná, em dois anos em meio, foram realizadas quatro Chamadas Públicas, sendo duas para projetos de aceleração tecnológica e de negócios, uma para projetos de pré-aceleração e, por fim, um evento de Hackathon, que resultaram na seleção de projetos de 14 diferentes startups, micro e pequenas empresas.

O evento, realizado no último dia 19 de maio, reuniu mais de 200 convidados no Instituto Senai de Tecnologia (IST) Automação Industrial, no Rio de Janeiro, além de 14 startups e pequenas e microempresas aceleradas ao longo do programa. Diante de representantes de empresas dos segmentos de energia, óleo e gás, saneamento, bebidas, siderurgia, automóveis e acessórios, combustíveis, além de universidades e centros de pesquisa, as equipes aceleradas puderam apresentar as suas soluções para potenciais clientes e interagir com as demais equipes das outras chamadas públicas para estreitar relacionamento e buscar parcerias e eventuais sinergias entre os projetos.

Além a apresentação dos projetos, as equipes e empresas participaram de uma cerimônia de graduação na qual receberam um diploma de conclusão de participação no Lab Procel, ou seja, um atestado de que as soluções desenvolvidas estão maduras o suficiente para serem comercializadas no mercado.

Gerente do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), Marcel da Costa Siqueira, celebrou a conclusão do primeiro ciclo do Lab Procel. Aprovado no 2º Plano Anual de Aplicação de Recursos do Procel (PAR-Procel 2018-2019), por meio do projeto “Concurso de Inovação para Soluções em Eficiência Energética”, o Programa, que teve início em janeiro de 2020, foi a primeira iniciativa do Procel com atuação direta em inovação aberta.

“Para a gente foi realmente uma grande satisfação poder participar desse processo. Nós já tínhamos alguma experiência com projeto de pesquisa, com projetos de natureza mais acadêmica, que não chegam a ser um produto final para aplicar no mercado. E nós queríamos realmente evoluir, dar um passo a mais, entendendo que muitas soluções de eficiência energética precisam estar prontas para o mercado. Então, o trabalho com a Firjan e o Senai dentro do Lab Procel foi muito exitoso nesse sentido. Nós trouxemos empresas, startups que precisavam desse desenvolvimento, dessa aceleração. Às vezes, o que era apenas uma boa ideia, ou algo que estava muito incipiente ainda na Academia, nós conseguimos trazer para a realidade do mercado”, avalia Marcel.

Ele destaca que as empresas e startups aceleradas, além de conseguir a evolução tecnológica de suas soluções, receberam mentorias e consultorias para evoluir a modelagem dos seus negócios e, consequentemente, conseguir melhorar a comercialização e captação de clientes para os produtos desenvolvidos. Para o gerente do Procel, o Lab Procel forneceu uma solução completa para todas as empresas aceleradas.

“Foram trabalhadas questões tecnológicas e até comerciais, de como vender o produto. Então, foi uma solução completa. Não foi algo pontual ou que muitas vezes se desenvolve pensando em um processo tecnológico somente, envolveu todo o processo para deixar o produto pronto para que fosse utilizado pelo mercado. Foi essa a finalidade que conseguimos cumprir com os 14 produtos desenvolvidos e apresentados hoje no Demoday do Lab Procel”, completa o gerente do Programa Nacional de Conservação de Energia, Marcel da Costa Siqueira.

Já Alexandre dos Reis, Diretor Geral do Senai – RJ, o resultado final do Lab Procel foi altamente satisfatório. O Senai, por meio do IST Automação Industrial, foi o hub do programa, um local em que as empresas selecionadas puderam contar com toda a infraestrutura necessária para testar e aprimorar suas tecnologias.

“Para nós do Sistema Firjan, Senai, o ISI [Instituto Senai de Inovação], os nossos Institutos de Pesquisa e Desenvolvimento junto com o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Paraná de Eletroquímica, [o programa Lab Procel] foi acima das expectativas. Foi muito bem estruturado o programa pela Eletrobras e pelo Procel. Conseguiu atacar todo o ecossistema, então, houve uma perspectiva muito boa de pequenas empresas, que conseguiram transformar os seus produtos, alavancar, acelerar os seus produtos, e várias já estão comercializando. E o mais bacana foi o apoio aos hackathons para transformar ideias, tirar do papel e transformar em empresa e produto. Isso para mim foi sensacional, porque também deu espaço para quem só tinha a ideia. O hackathon produziu isso, a gente pré-acelerou para virar uma empresa e um projeto. Então, isso para mim fez uma diferença enorme. Acho que os objetivos estão acima do esperado e eu acho que para o país é muito bom”, celebra Alexandre dos Reis.

O executivo do Senai-RJ ressalta também que os projetos apresentados neste primeiro ciclo do Lab Procel possuem o caráter de contribuir para o desenvolvimento econômico do país, seja por meio de soluções inovadoras para o setor de saneamento, para a indústria ou o poder público, já que na sua visão, o que está sendo entregue para o mercado possui grande nível de maturidade e qualidade.

“Não existe país desenvolvido sem inovação. E sem inovação aberta, que é o que o programa do Procel fez, também não tem país desenvolvido. Porque são essas empresas, hoje startups, ou micro e pequenas empresas, que vão virar grandes. Então para o PIB industrial isso é fantástico, é o que vai fazer a diferença no país desenvolvido. Essa oportunidade de as empresas participarem de programas como o Lab Procel pode contribuir muito para o crescimento do país nos próximos anos”, conclui o diretor geral do Senai - RJ.

Sintonia com o mercado

Um dos diferenciais do Lab Procel foi sua conexão com o mercado. Além de fomentar o desenvolvimento de soluções inovadoras, o programa atuou diretamente para que tudo o que fosse desenvolvido ao longo de suas atividades tivesse viabilidade. Para a especialista em Inovação e Aceleração de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep/Senai Paraná), Kézia Rodrigues da Silva, que prestou consultoria técnica para o Lab Procel, o resultado final do Lab Procel mostra que esse objetivo foi alcançado, já que, mesmo ainda durante a execução do programa, alguns produtos se destacaram chamando a atenção de clientes e já sendo comercializados.

“O Lab Procel foi um programa de inovação muito diferente do que tem atualmente no mercado. O programa atuou tanto no desenvolvimento tecnológico dessas soluções, como também no desenvolvimento dos negócios. O que nós temos aqui hoje não são projetos de pesquisa e desenvolvimento, mas são soluções que já estão sendo comercializadas no mercado. Então isso é um grande diferencial do programa que a gente conseguiu por ter instituições que têm essa capilaridade, que podem oferecer essa conexão, como o Procel, a Firjan, com os seus institutos, o Senai Paraná, com toda a sua experiência no desenvolvimento de startups. Esse Demoday não teve apenas o objetivo celebrar esse resultado e fazer uma demonstração desses projetos, mas também fazer uma conexão com potenciais clientes. Então, podemos dizer que as soluções apresentadas estão sendo validadas pelo mercado, já que tem gente pagando para ter essas soluções. Por isso, o resultado foi muito positivo, e o Procel, mais do que o investimento em pesquisa e desenvolvimento, tem hoje soluções que já começaram a capturar recursos e dar o retorno para esse investimento”, analisa Kézia.
Além do desenvolvimento tecnológico, o Lab Procel também atuou na modelagem dos negócios para que cada produto tenha viabilidade comercial após a conclusão do programa

Marcel Siqueira lembra que essa conexão com o ‘mundo real’ já foi vista desde a primeira Chamada Pública, realizada no primeiro semestre de 2020. Dedicada exclusivamente para o setor de Saneamento e Limpeza Urbana, as soluções desenvolvidas já estão em uso em empresas de água e esgoto dos estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Norte e Espírito Santo e em um hotel na região da Costa Verde, no Estado do Rio de Janeiro. O gerente do Procel ressalta que essas tecnologias têm potencial de aplicação em grande escala, o que pode contribuir, num curto espaço de tempo, para o aumento da eficiência energética e hídrica das empresas que adquirirem esses produtos.

“O primeiro edital, que foi para o saneamento, teve esse objetivo porque a área de saneamento para a eficiência energética é muito relevante. Ela não aborda só a questão da energia, mas da água também. Nós estávamos passando por uma dificuldade, um período de restrição hídrica muito forte. Então, paramos para pensar: quantas soluções nós poderíamos estar aproveitando já naquela época e não tínhamos essa capacidade de lançar mão? E quando pegamos as soluções aqui no saneamento, temos soluções de diversos tipos, do reaproveitamento de energia dentro do processo de abastecimento da água até o uso final. Tem um equipamento que você instala e ele reduz o consumo de água quando você vai utilizar no banheiro comum. Você tem um projeto que funciona como uma espécie de biodigestor, com uma questão ambiental também. É um projeto que claramente vemos com um potencial imenso para ser aplicado em grande escala no nosso país. E quando falamos de saneamento, ele trata exatamente desses dois problemas, a questão de como você vai tratar o resíduo, o esgotamento, até mesmo o uso da água, isso tudo contribuindo para o consumo de energia também. Então, há uma dupla função que é hoje fundamental, que está em discussão e tem todo o impacto para a sociedade”, destaca Marcel Siqueira.

Oportunidade para parcerias

O Demoday Lab Procel foi a oportunidade de todas as 14 empresas e startups aceleradas durante a vigência do programa terem contato com potenciais clientes e parceiros. Durante o evento, cada empresa apresentou a sua solução em estandes nos quais foi possível, seja de forma presencial, ou por meio de vídeos, demonstrar a funcionalidade e o desempenho de cada equipamento ou produto desenvolvido.

Para Eduardo Bettarello, diretor da Betta Hidroturbinas, o Demoday Lab Procel foi uma oportunidade de trazer para o mundo real a solução desenvolvida pela empresa. A TRP (Turbina Redutora de Pressão) foi selecionada na primeira Chamada Pública do Lab Procel, no desafio Abastecimento de Água. O equipamento foi desenvolvido para reduzir as perdas na distribuição de água e ao mesmo tempo gerar energia elétrica para autoconsumo ou para a rede elétrica das distribuidoras locais. Bettarello elogiou o formato do evento e destacou as conversas com empresas interessadas em utilizar o equipamento desenvolvido pela Betta.

“O evento está sendo muito positivo para a gente. Muito organizado e com uma dinâmica que favorece essa interação e esse contato frente a frente com as pessoas. Aqui podemos mostrar o funcionamento em tempo real do nosso produto, e isso tem chamado muito a atenção dos representantes de empresas que visitaram o nosso espaço. Então, estamos com boas expectativas de fechar parcerias e levar a nossa solução para várias partes do país”, afirma Eduardo Bettarello.

Já para Rael Mairesse, diretor executivo da Luming Inteligência Energética, o Demoday Lab Procel possibilitou um contato maior com todo o ecossistema do programa e abriu possibilidade de parcerias com clientes e outras startups que participaram do programa. A Luming também participou da primeira Chamada Pública e desenvolveu, para o desafio Esgotamento Sanitário, uma ‘Micro usina de autogeração de energia elétrica e térmica com biogás de saneamento’. Rael destacou que, além de empresas de saneamento, a tecnologia desenvolvida também pode ser replicada em empresas do setor de agropecuária, bebidas, alimentos, papel e celulose.

“Esse encontro está sendo muito importante para validar o que a gente construiu durante esse processo de inovação dentro do Lab Procel e ter contato não só com potenciais clientes e parceiros do Senai, mas também com outras startups que participaram de outras etapas do programa. É uma chance para pegar outras impressões e conhecer outras tecnologias que podem complementar as soluções que nós estamos trabalhando”, disse Rael.

O diretor revelou que durante o Demoday foram iniciadas conversas para uma parceria com a Methanum Engenharia Ambiental. A startup, que também participou da primeira Chamada Pública, dentro do desafio Limpeza Urbana e Resíduos Sólidos, desenvolveu a Smart UTC, um sistema inovador de tratamento de resíduos orgânicos e geração de biogás, e as duas aceleradas estudam a possibilidade de utilização integrada das duas tecnologias.
Demoday Lab Procel permitiu um maior contatdo com todas as empresas aceleradas e conversas para parcerias e novos negócios

Já para a Deep Ambiente, que desenvolveu para a segunda Chamada Pública um ‘Sistema de desagregação virtual de energia’, o evento foi muito importante para que o resultado do trabalho desenvolvido junto com a equipe do Lab Procel pudesse ser apresentado e demonstrado para a sociedade. De acordo com Leonel Teixeira Pinto, representante da Deep Ambiente, o evento permitiu a apresentação do aplicativo que mede, por meio da inteligência artificial, o consumo total de energia elétrica de uma empresa e define estratégias de consumir de forma mais racional e equilibrada esse insumo, o que chamou a atenção de muitas pessoas que passaram pelo estande da empresa.

“Nós conversamos com alguns interessados que levaram o nosso fôlder com as explicações, e alguns manifestaram o interesse de ter uma reunião posterior. Então, o evento está sendo muito bom para nós e estamos também conhecendo as outras soluções desenvolvidas pelos demais participantes, de modo que possamos ter uma visão ampla e global do projeto e ver que o projeto foi realmente significativo e muito importante para as pequenas e médias empresas. Então, queremos cumprimentar o Lab Procel por isso e a qualidade do trabalho do Senai. Os dois estão de parabéns”, afirma Leonel Teixeira.

O diretor destaca que o produto desenvolvido pode ser aplicado sem nenhum investimento extra para a empresa interessada, com os custos necessários sendo pagos com a economia de energia gerada pelo aplicativo. Ele revela que uma empresa sediada no Amazonas já adquiriu o produto e que já no mês de junho a tecnologia já deve estar em funcionamento em uma fábrica localizada em Manaus.

“Nós desenvolvemos um projeto que sai de graça para a empresa. Ela vai pagar com a economia da energia. Então, é uma solução com a qual todos ganham”, ressalta Leonel.

2 º Ciclo do Lab Procel

Encerrada a primeira etapa, o trabalho do Lab Procel não para. Aprovado no 4º Plano de Aplicação de Recursos do Procel (PAR-Procel 2022/2023), o ’Concurso de Inovação para Soluções em Eficiência Energética - Fase II’ será uma continuidade das atividades de apoio e aceleração de startups e pequenas empresas de base tecnológica por meio de metodologias de inovação aberta. O gerente do Procel, Marcel Siqueira, revela que, com a conclusão do primeiro ciclo, as equipes do Procel e Firjan Senai vão analisar os resultados e verificar o que pode ser ajustado para a sequência do Lab Procel.

Nessa segunda fase, com previsão de ser executada em 24 meses, serão disponibilizados R$ 12 milhões para a estruturação de projetos e negócios com foco inicial em Cidades Inteligentes/Smart Cities, Energia 4.0 e uma nova seleção de caráter generalista, apoiando soluções inovadoras em eficiência energética, contemplando inovações em softwares, hardwares ou novos equipamentos de alta eficiência, com aplicação para os consumidores residenciais, comerciais ou industriais, independentemente do porte do consumidor.
Sequência do Lab Procel terá orçamento de R$ 12 milhões para soluções inovadoras em eficiência energética

“Nós temos um projeto aprovado para o 4ª PAR. Foi até uma proposta que a equipe da Firjan e do Senai apresentou na Chamada de Ideias. Eles colocaram a proposta para dar continuidade a esse processo. Então, isso passou pela governança, tanto do Grupo Coordenador quanto do Comitê Gestor do Procel, e a proposta foi bem recebida por conta até dos resultados que já vinham surgindo da primeira fase deste trabalho. Na segunda fase estão previstos R$ 12 milhões, sendo que na primeira foram R$ 15 milhões, e a ideia é tentar desenvolver algo complementar ao que já foi feito nessa primeira fase. Então, ainda vamos passar por uma etapa agora de discussão, com a própria Firjan, o Senai, para tentarmos entender quais são os desafios. O que eu posso adiantar é que tem muita coisa acontecendo no que diz respeito à transição energética, digitalização. A gente ainda precisa de muita inovação associada à eficiência energética nessas temáticas. É cedo ainda para antecipar o que de fato vamos desenvolver, mas eu entendo que cabe uma discussão talvez voltada para isso. Entender realmente como nós podemos contribuir mais nesse processo de transição energética, utilizando a inovação para isso”, concluiu o gerente do Procel, Marcel da Costa Siqueira.

Para saber mais sobre o Lab Procel acesse a página do Programa neste link.

Conheça os projetos acelerados pelo Programa Lab Procel

Chamada 1 – Saneamento ambiental

1. Betta Hidroturbinas (Franca/SP) - Projeto: Turbina Redutora de Pressão (TRP). Objetivo: minimizar perdas na distribuição de água, controlar e monitorar a pressão do circuito hidráulico e gerar energia para autoconsumo podendo o excedente ser injetado na rede elétrica.

2. Hidreo (Curitiba/PR) - Projeto: Válvula Redutora de Pressão com Geração de Energia (eVRP). Objetivo: equipamento modular capaz de substituir Válvulas Redutoras de Pressão por uma solução capaz de gerar energia ao mesmo tempo que regula a pressão nas tubulações das empresas de saneamento.

3. Methanum Engenharia Ambiental (Rio de Janeiro/RJ) – Projeto: SMART UTC. Objetivo: desenvolver um sistema inovador de tratamento de resíduos orgânicos e geração de biogás para utilização no site dos clientes, de forma a beneficiar o cumprimento de metas ESG da empresa.

4. Ekonowater Soluções Sustentáveis (São Paulo/SP) – Projeto: Sistema Compacto e Descentralizado de Água de Reuso. Objetivo: viabilizar um menor consumo de água e redução da geração de esgoto. Pode ser instalado de forma unitária em um banheiro, sem a necessidade de quebrar piso ou paredes, evitando despesas com reformas.

5. Luming Inteligência Energética (Porto Alegre/RS) - Projeto: Micro usina de autogeração de energia elétrica e térmica com biogás de saneamento. Objetivo: fornecer soluções energéticas limpas e firmes, integrando combustíveis gasosos e tecnologias de alto desempenho e também soluções de sensoriamento, monitoramento remoto, automação, alertas e inteligência artificial.

Chamada 2 – Eficiência energética

6. MInT Consultoria (Recife/PE) – Projeto: Plataforma E-selo. Objetivo: promover a digitalização dos serviços e conscientização sobre a economia obtida com produtos certificados de forma simples e atrativa, além de estimular uma produção mais eficiente energeticamente, somando benefícios sociais e ambientais.

7. Sii Technology (Belo Horizonte/MG) – Projeto: Sii Smart Buildings.Objetivo: solução de gestão e monitoramento de energia, ambiente e automação pela nuvem, que incorpora uma proposta de fácil instalação e operação em ambientes críticos, garantindo uma alta confiabilidade e disponibilidade do local. Objetivo: promover uma redução dos custos operacionais e de energia, através de gestão e monitoramento centralizados, mesmo em edificações já construídas.

8.Deep Ambiente (Santa Catarina) – Projeto: Sistema de desagregação virtual de energia. Objetivo: adquirir a infraestrutura necessária colocar no mercado o Deep Monitor de Energia, um sistema de monitoramento não-intrusivo para a gestão de consumo eficiente e inteligente de energia elétrica.  

9. Greenant (Rio de Janeiro/RJ) – Projeto: Plataforma Greenant. Objetivo: mensurar o consumo de energia sem a necessidade da instalação de medidores nos equipamentos a serem medidos. Um medidor é instalado em uma carga que agrega o consumo de todas as demais (transformador, subestação, etc.) e através de modelos de inteligência artificial o consumo dos equipamentos industriais conectados é estimado para cada intervalo de tempo.

10. Dispor Energia (Recife/ PE) – Projeto: Energydata. Objetivo: transformar energia em moeda digital via inteligência energética para creditar os dados das relações de consumo, produção e armazenamento energético. E, assim, gerar novos ganhos financeiros e ambientais, com impacto social, para todos os envolvidos, sejam consumidores, produtores ou distribuidoras de energia.

Chamada 3 – Pré-aceleração

11. Eletec (Piracicaba/SP) - Projeto: Protlar.
Descrição: dispositivo com sistema inteligente de gestão energética e gerenciamento de cargas para tomadas de padrão residencial e comercial.

12. Harmônicos (Rio de Janeiro/ RJ) – Projeto: Identificador de equipamento por assinatura elétrica característica + Assistente Virtual.

13. InfoE (Belo Horizonte/MG) – Projeto: Gestão dos gastos com energia elétrica.

14. Pegasus (Rio de Janeiro/ RJ) – Projeto: Solução para eficiência energética e lumínica.

Confira abaixo as imagens com os principais momentos do Demoday Lab Procel

Demoday Lab Procel
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas