pixel
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Reportagens
Reportagens
voltar

Assunto: Revista Potência - Abril 2022
23.06.22
|
Futuro promissor
Boas perspectivas para o mercado de energia solar criam a expectativa positiva de vendas de cabos fotovoltaicos durante os próximos anos

São Paulo - Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o Brasil ultrapassou a marca de 15 gigawatts de potência operacional da fonte solar fotovoltaica, somando as usinas de grande porte e os sistemas de geração própria de energia elétrica em telhados, fachadas e pequenos terrenos. O setor espera um crescimento acelerado este ano, o que tende a movimentar consideravelmente vários mercados, como o de cabos fotovoltaicos.

De acordo com Igor Amaral Delibório, especialista de produtos do Grupo Prysmian, a evolução do mercado de cabos é puxada pelo crescimento da fonte solar fotovoltaica como matriz energética e, a cada ano, esse tipo de geração vem batendo recordes na capacidade instalada no Brasil.

“Cada vez mais usuários, sejam residenciais, comerciais ou industriais, estão buscando os benefícios dessa fonte limpa e renovável que confere grandes economias e também supre regiões até então desfavorecidas nas elevadas despesas com energia elétrica”, aponta.

Segundo o executivo, durante a pandemia houve uma desaceleração natural dos investimentos, que precisaram ser remanejados, mas ao longo de 2021 e neste primeiro trimestre já se observa o crescimento da demanda graças à retomada dos grandes projetos.

Delibório entende que o futuro é promissor, não só para o Brasil, mas para o mundo todo. “A crise na Ucrânia é um alerta explícito de que precisamos aumentar a participação das fontes renováveis para sustentar um futuro de crescimento, dependendo cada vez menos das hidroelétricas e combustíveis fósseis. Com mais sistemas fotovoltaicos em implantação, mais cabos solares serão necessários”, analisa.
Clique no link abaixo e leia a reportagem na íntegra
Revista Potência Abril 2022.pdf
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas